Artículo «Eleições em Castela Leão servem de ensaio nacional», por Jesús Chueca, con la colaboración de Pedro Villanueva, publicado en Jornal de Notícias, 13 de fevereiro de 2022

Artículo «Eleições em Castela Leão servem de ensaio nacional», por Jesús Chueca, con la colaboración de Pedro Villanueva, publicado en Jornal de Notícias, 13 de fevereiro de 2022

Les recomendamos el artículo de Jesús Chueca «Eleições em Castela Leão servem de ensaio nacional», en el que colabora Pedro Villanueva, miembro de la Junta de Gobierno del Colegio, Jornal de Notícias, 13 de fevereiro de 2022

«Eleições em Castela Leão servem de ensaio nacional»

Futuro da Direita e da Esquerda espanholas joga-se hoje nas urnas

ESPANHA

A região de Castela e Leão vai hoje às urnas, em eleições antecipadas que podem marcar o futuro mais próximo da Direita e da Esquerda espanholas. A eleição transformou-se num laboratório de experiências a nível nacional devido ao grande envolvimento tanto do primeiro-ministro, Pedro Sánchez (PSOE), como
do líder da Oposição, Pablo Casado (PP).
A Direita governa a região que faz fronteira com Portugal há 35 anos, mas o seu domínio pode estar ameaçado pelo crescimento da extrema-direita que, segundo as últimas sondagens, deverá ser o próximo parceiro da coligação popular. “Se o PP quer governar terá que pactuar com o Vox, que se aproveita da população descontente para ganhar cada vez mais apoios e ter uma maior influência”, explica o politólogo Pedro Villanueva que acredita na soma de 41 deputados entre os dois partidos, o mínimo para a maioria.
A “CHAVE” DO GOVERNO
Quem poderá repetir o resultado de 2019 é Luis Tudanca, do Partido Socialista, que ganhou em votos (30%), mas nunca chegou a formar governo. “Tudanca é o rei sem trono. Ganhou, embora não tenha desfrutado da vitória”, analisa o membro do Colégio Oficial de Ciências Políticas de Castela Leão.
Por outro lado, a eleição servirá para avaliar a irrupção do movimento da Espanha Esvaziada, que surgiu
do sucesso nacional de Teruel Existe e luta contra o fenómeno do despovoamento no território. As sondagens indicam que Soria Ya!, União do Povo Leonês e Por Ávila terão representação no parlamento tendo os primeiros até quatro assentos. “Estas forças terão achave do próximo Governo podendo chegar a um acordo tanto à esquerda como à direita”, conclui Villanueva.
Castela Leão é territorialmente a maior região espanhola e conta com nove províncias, cada uma das
quais com reivindicações próprias.

JESÚS CHUECA

Fuente de información

1 Comentario

Deja un comentario


Warning: Illegal string offset 'rules' in /srv/vhost/copyscyl.org/home/html/wp-content/themes/goodstart-theme/functions/filters.php on line 221